Como funcionam os títulos de capitalização?

[singlepic id=121 w=320 h=240 float=]

O mercado de títulos de capitalização bancários vem crescendo numa taxa de 15% ano ano. Será que o sucesso deste produto financeira também significa sucesso para o “investidor”?

Ultimamente, inclusive, recebemos e-mails e comentários de pessoas perguntando sobre este produto.

No entanto, o fato de ser um produto extremamente popular, não significa necessariamente que é um ótimo investimento.

Entenda, neste post, exatamente como funcionam os títulos de capitalização e saiba quando aplicar neles é um bom ou mau negócio!
Capitalizaçao ou Investimento ?
A dúvida mais recorrente sobre este tipo de produto financeiro é: “título de capitalização é investimento?”.
A resposta é não! O título de capitalização é apenas uma forma de você poupar dinheiro com compromisso – ou seja, uma forma simples e atrativa de nos disciplinarmos a juntar dinheiro.
No entanto, a quantia que você recebe ao final do prazo do título é exatamente a quantia que você depositou – corrigidos pela TR, que se aproxima de 0% atualmente. Muitas vezes esta correção fica abaixo da inflação, o que significa que na verdade o seu dinheiro se desvalorizou.
Por isto eles não são considerados investimentos. A poupança, por exemplo, lhe remunera mensalmente o valor da TR+0,5%. O que significa que é pelo menos 6% a mais de valorização do que os títulos de capitalização.

Quanto tempo meu dinheiro tem que ficar aplicado?
Existem títulos de capitalização com diferentes prazos de duração, mas o prazo mínimo é de 12 meses, segundo o estipulado pela SUSEP – órgão que regulamenta este tipo de operação.
Consulte o seu banco para ver quais são os produtos que eles oferecem.
O mais importante é saber que durante um tempo de carência determinado por contrato você não poderá sacar o seu dinheiro. E caso precise sacar o seu dinheiro antes do prazo determinado pelo título de capitalização, você será obrigado a descontar um percentual do seu dinheiro, como uma espécie de multa.

Saiba também que as parcelas do título são reajustadas anualmente de acordo com a inflação (IGP-M).
Portanto, programe-se antes de adquirir um título deste tipo – primeiro para garantir que você poderá pagar, e segundo para garantir que não precisará deste dinheiro durante o período de tempo estipulado.

E quanto aos sorteios de prêmios em dinheiro?
A forma que os bancos usam para atrair os poupadores é bem sedutora… adquirindo títulos de capitalização você concorre a prêmios em dinheiro, sorteados mensalmente.
Estes sorteios referenciam normalmente os números sorteados da loteria federal. Por isso, os títulos de capitalização são considerados mais como tendo um caráter lotérico, do que de investimento mesmo. “Título de capitalização é para quem gosta de fazer uma fezinha”, resume o consultor financeiro Marcos Crivelaro na reportagem da UOL.

O quão seguro é um título de capitalização?
Todo o dinheiro arrecadado com vendas de títulos de capitalização ficam sob a responsabilidade do seu banco/corretor. Neste caso, o título é tão seguro quanto o seu banco.
A poupança, ao contrário, é assegurada pelo Fundo Garantidor de Créditos (FGC). Mesmo quando um banco quebra, o investidor recebe de volta garantidamente até R$60.000,00, que ficam sob a custódia do FGC.

Por que o título de capitalização é tão interessante para o banco?
Talvez já tenha percebido como os gerentes de banco fazem questão que seus clientes adquiram títulos de capitalização a todo custo.
Apesar de ser uma prática condenável, repare que os títulos de capitalização só apresentam vantagens para o banco: o dinheiro aplicado fica sob custódia do próprio banco e o rendimento prometido é baixo.
Daí o banco pode reaplicar imediatamente o dinheiro em algo mais rentável, remunerar o comprador do título e ainda lucrar com a operação.

Afinal, de onde você acha que vem os prémios em dinheiro que são oferecidos em sorteio?

Mais ideias para o seu negócio:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *